sábado, 7 de março de 2015

Redenção

Por Mariah Silvestre



Sim, este é um blog sobre moda e sim, eu vou usar pra escrever o que eu sinto. Por quê? Porque o blog é meu e é disso que eu estou precisando agora.



Pouca gente me conhece no cenário plus mas eu tenho que dizer que pouca gente me conhece na minha vida pessoal também. Quem já esteve frente a frente comigo me viu como uma guria alegre, cheia de sorrisos e energia e sim, eu sou assim! Não estou montada em um personagem, é assim que eu lido com as pessoas, até por que, normalmente, é assim mesmo que eu estou me sentindo.



No entanto é claro que minha vida não é feita só de alegrias. Eu sou do tipo que tem dificuldade pra chorar, dificuldade pra pedir ajuda porque eu sempre acho que vou resolver tudo sozinha e geralmente resolvo mesmo e quando não resolvo ninguém me ajuda, essa é a verdade. E é claro que não é todo mundo no mundo que consegue não se incomodar com o meu jeito de ser. Eu sei que incomoda, eu sou pró-ativa, eu não tenho preguiça, eu sou criativa, eu resolvo problemas. e aí sempre tem aquela pessoa escrota, invejosa que não tem brilho e se corrói de ódio de quem tem!



Pois então, esse post é especial pra agradecer à pessoa que está dedicando tanto tempo da vidinha dela pra atrapalhar a minha nesses últimos tempos! Esse post é especial pra dizer que SIM! VOCÊ ESTÁ ATRAPALHANDO BASTANTE! ESTÁ ATÉ ME DEIXANDO TRISTINHA, OLHA SÓ!



E sabe o que aconteceu quando você conseguiu atrapalhar a minha vida o suficiente pra me deixar tristinha? Ahhhh... Eu baixei a minha guarda, eu me permiti sentir-me frágil e doeu mas eu fui pedir ajuda! Eu liguei pra quem eu prometi pra mim mesma não ligar nunca mais e sabe o que aconteceu? Ele me ouviu! Ele se importou! Ele não me julgou e me deu colo.

Não, nós não falamos sobre nós. Não, nós não resolvemos nossos problemas mas de repente tudo o que tinha separado a gente antes ficou tão pequeno, ficou mesmo ridículo deixar de ter alguem com quem se tem aquela cumplicidade sumir por motivos tão bobos, tão apoiados num orgulho infantil. Então eu só posso agradecer.


Obrigada por me mostrar que a gente nem sempre perde porque é fraca, as vezes a gente perde porque é forte demais.

Obrigada por colocar todos a minha volta numa situação em que eles precisaram escolher e eu pude ver quem me escolheu, quem escolheu não tomar partido e ficar alheio a situação e quem assumiu sua posição contra mim. A verdade é que eu sou bem burra pra essas coisas, tenho mania de achar que as pessoas estão mais ocupadas vivendo a vida delas do que cuidando da dos outros e você me deu o presente de enxergar cada uma delas, eu ainda acreditaria em várias pessoas se não fosse você, e então, por isso, o meu muito obrigada.


Agora chega de desabafo!

Gente, to correndo atrás das novidades porque eu estou mesmo desatualizada!
A gente sabe que os concursos de Miss já passaram, o inverno já está aí e que rolaram uns ensaios bacanudos com modelos plus aqui, no Brasil =D vou escrever sobre eles nos próximos posts mas por agora eu estou no fim do meu semestre, com provas e trabalhos me perseguindo a vida então, calma! Uma coisa por vez.


Já disse o quanto eu gosto de escrever? É quase terapêutico!



XO-XO